Ajude o seu filho a desenvolver a Inteligência Emocional

Todos nós somos expostos a várias emoções, inclusive crianças e adolescentes, e é muito importante o reconhecimento desses diferentes sentimentos e administração das emoções sem muito sofrimento. Esse equilíbrio é chamado de Inteligência Emocional (QE), e é tão relevante quanto o quociente de inteligência (QI).

Desenvolver a Inteligência Emocional vale para o ser humano, seja qual for a fase da vida, mas os pais podem ajudar os filhos com essas 5 dicas:

Fortaleça o vínculo

Ter um bom relacionamento com o seu filho é essencial para estimular a QE. Converse com ele olhando em seus olhos, conheça bem os seus gostos, sonhos, expectativas e medos. Descubra quais são os seus interesses e ande lado a lado com ele. Isso vai deixá-lo mais seguro e confiante para lhe contar sobre tudo.

Trabalhe a autoestima

A autoestima é aliada na construção da inteligência emocional. As crianças e adolescentes precisam estar confiantes e seguros de si. Isso não quer dizer que você precisa repetir constantemente como ele é bom em determinada coisa, mas sempre valorize as ações de seu filho e parabenize-o quando realmente for necessário. Se ele errar, não grite nem o ofenda. Diga que você acredita em seu potencial.

Foto: pixabay.com.br

Ensine a superar

Uma palavra que tem sido muito usada é a resiliência, que significa a capacidade de lidar com problemas, adaptar a mudanças e superar desafios. Ensine ao seu filho a ser resiliente desde cedo. Mostre que, com dedicação, ele conseguirá enfrentar qualquer situação. Aproveite a oportunidade e explique sobre a fé. Diga que é preciso crer em Deus, pois Ele cuida de tudo!

Mostre a realidade

As crianças têm uma imaginação incrível e, às vezes, criam algo que não existe. Então, é importante que elas compreendam a realidade, senão, podem ficar frustradas consigo mesmas. Se ela errar ou ter um comportamento que não te agrada, antes de criticá-la, explique que ela está com raiva – ou teve tal atitude – por ter se deixado levar pela emoção. Além disso, peça para ela se acalmar que tudo ficará resolvido. Com essa prática, ela aprenderá a lidar com determinados sentimentos.

Se divirtam juntos

As crianças e adolescentes amam se divertir e é durante os momentos de descontração que elas se soltam e expressam o que sentem. Então, deixe o seu filho brincar e aproveitar. Claro, dentro dos limites que você já impôs. Estimule brincadeiras que evidenciam as suas melhores características, por exemplo: se ele desenha e colore bem, deixe-o colorir. Se ele tem uma boa concentração, use disso. Permita também que ele se interaja com outras pessoas da mesma idade, pois assim ele aprenderá muito sobre o próximo e sobre ele mesmo.

Aproveitem e se divirtam ao som do Krozz (clique aqui). Com músicas bem legais, esse momento será muito especial!

Além das dicas, saiba que um jovem emocionalmente saudável não é aquele que não chora, não se irrita e nem fica triste, mas é aquele que aprende todos os dias a lidar com suas emoções. Lembre-se de que você é a pessoa mais importante para o seu filho, então o seu apoio é fundamental!