O seu filho está falando palavrão? Veja o que fazer!

 

A Bíblia é bem clara quando diz: “Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem” – Efésios 4:29. Portanto, devemos usar nossa boca apenas para abençoar e jamais para proferir expressões chulas ou obscenas. Caso o seu filho(a) esteja falando palavrões, mantenha a calma. Lembre-se que talvez ele(a) não saiba o real significado do que pronunciou, ou mesmo que já entenda, você pode ser essencial para que esse comportamento mude.

O primeiro passo a ser tomado é tentar descobrir como o seu filho está aprendendo os desaforos. Atenção, pais! O lar de vocês deve refletir a presença de Deus e não deve ter espaço para esse tipo de vocabulário. Mas caso na residência do casal exista apenas expressões que edificam, é hora de verificar na escola se está tudo bem. Pode ser interessante
conversar com os professores e, de repente, marcar uma reunião com outros pais para tratarem do assunto. Não é regra, mas muitas vezes as crianças e adolescentes costumam copiar outros colegas. Verifique também qual é o conteúdo que ele (a) está assistindo na TV, pois exerce muita influência. Não dê broncas! Algumas crianças e adolescentes gostam de ser desafiadas e podem ver nos xingamentos uma oportunidade de afrontar ainda mais os pais. Quanto mais você responder, mais o seu filho (a) pode querer empregá-la no dia a dia. Porém, jamais seja omisso diante da situação.

As palavras usadas atualmente são tão “sujas” que fica difícil explicar à criança porque ela não pode repeti-las. Deixe para explicar quando forem maiores, preferencialmente na adolescência. Não tire a pureza de seu filho! Você pode ensinar da seguinte forma: “meu bem, não diga mais isso, é uma palavra que não agrada a Deus”. A partir daí ele já vai compreender que não é legal o que está dizendo.

A oração transforma. Quantas vezes você já orou pedindo bênçãos a Deus? Use essa ferramenta maravilhosa para
pedir a transformação na vida do seu filho (a). Aproveite e chame-o para orar com você. O Espírito Santo nos concede plena liberdade para falar com o Pai Celestial, mas caso não saiba como, diga assim: “Senhor, ensina meu(a) filho(a) a estar no centro da tua vontade. Limpe a alma e transforme o coração dele (a) para que possa agradá-lo. Desvie dos pensamentos dele(a) as palavras que não o agradam e não abençoam a vida do próximo. Cremos que o
Senhor nos atenderá e desde já o agradecemos”. Amém?

Além de orar, incentive o seu filho a conhecer mais a Deus e mostre bons exemplos, de jovens que não falam palavrão e fazem o bem. Apresente o Krozz para ele (a). Com a nossa turma ele entenderá como é bom agradar a Deus e ainda aprenderá vários versículos da Bíblia de forma bem divertida. Clique aqui e assistam juntos.